O novo perfil do corretor de imóveis

FORTALEZA, CE, BRASIL, 20-08-2015: Apolo Scherer, corretor de Imóveis. Imóveis - O novo perfil do corretor de imóveis. (Foto: Camila de Almeida/O POVO)

FORTALEZA, CE, BRASIL, 20-08-2015: Apolo Scherer, corretor de Imóveis. Imóveis – O novo perfil do corretor de imóveis. (Foto: Camila de Almeida/O POVO)

No próximo dia 27, quinta-feira, comemora-se o dia do corretor de imóveis. A profissão tradicional tem sofrido algumas mudanças sensíveis, como qualificação, especialização, chegada de profissionais formados em áreas diversas e tecnologia.

Segundo Apolo Scherer, presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (Creci-CE), uma das chaves do perfil do corretor de imóveis em 2015 é a qualificação. “As pessoas buscam qualificação por dois meios diferentes: cursos de eventos promovidos pelo Creci e entidades do setor e o curso superior de gestão e negócios imobiliários”, explica.
Além disso, frequentemente o corretor já chega na profissão especializado em uma ou mais áreas: “Hoje, os corretores que chegam no Creci são profissionais que vêm de outras áreas, com uma ou duas graduações, por exemplo advogados e engenheiros”, diz Apolo.
Cristina Chaul, presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado do Ceará (Sindimóveis-CE), reforça o pensamento de Apolo: “O corretor hoje não é apenas um corretor, é um consultor da área imobiliária. Então o que você tem de diferente é que hoje é um campo em que o profissional tem que se capacitar se qualificar”.
O mercado, cada vez mais exigente, faz com que os corretores tenham não apenas que procurar cursos complementares para se capacitar, mas também adequar-se às particularidades dos tempos atuais. Como conta Marta Lima, corretora de imóveis, a internet e as novas tecnologias são fundamentais na atividade.
Ela comenta que as redes sociais são parte importante de sua rotina de trabalho. “Eu tenho mais de 15 grupos de venda de imóveis no Facebook”, comenta. Ela considera que a dinâmica da internet acabou fazendo com que as tarefas do corretor tenham mais agilidade.
Apolo nota que, com a internet, os consumidores estão mais informados. Assim, eles são capazes de fazer uma escolha com menos gasto de tempo e menos necessidades de visitas.
Proatividade

Para João Carlos Gondim, vice-presidente do Sindicato da Habitação do Ceará (Secovi-CE), é necessário que o corretor use essas particularidades em seu favor. Ele observa que o corretor tem tido mais proatividade.“Antes ele esperava o cliente nos stands de venda, ficava esperando ser acionado, hoje é necessário ir buscar o cliente ativamente, nas redes sociais, por exemplo”.
Se por um lado esse é um aspecto relativamente novo na profissão, por outro, a maior parte das qualidades mais importantes para ser um bom corretor resistem ao tempo: é preciso ser focado, gostar de estudar, ter boa capacidade de negociação e saber desenvolver bons relacionamentos. Cristina aponta ainda a necessidade de agir sempre com ética: “O principal é tratar com seu cliente com transparência e verdade”, afirma. (Anderson Cid, especial para O POVO)

Frase

“A maior parte das qualidades de um bom corretor resistem ao tempo: foco, estudo, capacidade para negociar e saber desenvolver bons relacionamentos”

Fonte: Jornal O Povo

 

1 responder
  1. Matheus Santiago
    Matheus Santiago says:

    O artigo retrata fielmente o perfil que os corretores devem seguir. Proatividade é sempre um ponto importante nas vendas e negociações em geral, além disso os corretores devem estar cada vez mais informados não só sobre sua área, mas sobre vários ramos, além de estar acompanhando assiduamente as notícias para que possa sempre dialogar com convicção com os clientes.

    Responder

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *